quarta-feira, 31 de outubro de 2007

Poemas à sombra da Luz

http://isabelmontes-poemas.blogspot.com/

A Bruxa Rabucha


... e assim começou a aula, com a leitura do texto de Luísa Ducla Soares, a pedido dos alunos, pois hoje festejaram o Halloween lá na escola. Estavam tão entusiasmados, com os olhinhos bem abertos e os ouvidos quietos. Eles queriam saber histórias verídicas sobre... bruxas, espíritos... Falei-lhes que fui à Feira do Esoterismo e, braços no ar, estavam ávidos por saber novas. Realmente o Mundo do Mistério fascina graúdos e pequenos!
Foi um dia positivo, com um gato branco de olhos azuis pedindo festas enquanto trabalhava numa candidatura às boas práticas da leitura. Poderia ser preto, amarelo... era, sem dúvida, um ser muito especial!

sábado, 27 de outubro de 2007

Portugal

Passeio pelas ruas, olho os restaurantes vazios; ao longo da praia, pessoas vagueiam pensando... talvez na vida, no final do mês e no que têm que pagar sem quê...No mini-mercado, uma mulher fala alto. É bonita, mas suas rugas revelam a idade ou o sofrimento por que passou e passa... fala alto - não está bem. Mas como ela, quantos não estão bem! Há os silenciosos, há os faladores, há os que mentem a si próprios acreditando que o que passam é sonho. ESTAMOS MAL, Sr Primeiro Ministro! São contas atrás de contas, são dívidas atrás de dívidas... são olhares tristes, almas sem vontade de viver, que olham o mar e até imaginam que não voltarão ao mesmo sítio porque não têm capacidade de continuar o amor...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Caligrafia doce

Estava feliz, esperando por mim à porta da sala. Disse-me que festejou o seu aniversário no fim-de-semana. Entrámos e ele, prontamente, abriu o caderno para que eu visse a cópia que lhe pedi para fazer. Em baixo, desenhou um balão e nele escreveu « A minha professora vai ficar contente com o Gonçalo.» e ao lado nascia uma rosa a lápis. Os seus olhos e o sorriso eram de um encanto meigo, terno! Sorri para ele e escrevi «Fiquei feliz!». São momentos destes que fazem com que digamos JÁ VALEU A PENA TER VINDO AQUI!

15 de Outubro de 2007

domingo, 14 de outubro de 2007

Um domingo depois de um sábado

Acordei ao som to toque na cabeça

Que emudeceu sonhos e lágrimas



Depois do Inferno bater à porta

Onde está o lado bom d' ESSA

Vida outrora simples e calma?



Que é feito do riso solto de criança

Limpo, puro... saudável,

No oculto da desventura?



Saí para ir sem rumo

Ou dirigir-me àquele lugar

longínquo

Mas, o depósito do veículo

fez-me voltar ao Purgatório (?)



Agora o poder está aqui

Mas a sombra entra pelas frestas

E encobre todo o meu espaço.



Que faço? Que faço?



Ontem, fui ao ESCURO...

Deixei lá águas salgadas,

Faces molhadas,

Olhos ardentes,

Coração triste.



Não ouvi nenhum murmúrio.

Saí... limpando o rosto.

Pensei ver sinais, nada vi.



Acordei, pensei sair, andar pela rua...

Não tive vontade... vim entregar-me

À escrita... aqui, sem saber muito

Como continuar o domingo

E iniciar a segunda-feira?

Tecnhorati Profile

license

Creative Commons License
Esta ${work_type} está licenciada sob uma Licença Creative Commons.